quarta-feira, 26 de julho de 2017

Talentos Regionais 1 de 6

- você pode parar de polir essa espada de instante em instante? isso me dá nos nervos.
- na minha terra essa espada tem mais importância que essas bugigangas que você carrega.
- não fale dos meus amuletos! 
- parem vocês dois, como dizia um velho ditado da minha terra, as habilidades de muitos superam as habilidades de....
- engraçado, um ditado como esse, vindo de alguém da terra dos ladrões.
–Um grupo comum de aventureiros do reinado.

Os personagens de Tormenta possuem algo que vai bem mais além do que uma classe ou raça, eles detêm de uma cor bem definida que os diferenciam dos personagens de outros mundos. A terra natal determina parte da personalidade, aparência e habilidades mais desenvolvidas.
Os Talentos Regionais são habilidades especiais exclusivas de pessoas nativas de certas regiões de Arton. Elas representam as características marcantes, peculiaridades ambientais e culturais que exercem grande influência nos nativos.

HISTÓRIA

Os Talentos Regionais de Tormenta inicialmente foram apresentados para o sistema D20, através da Revista Tormenta #09 (RT #09, p. 18), depois foram publicados no suplemento O Reinado (ORD20, p. 241), que mostrava a história, população e o mapa de cada reino contido nesse conglomerado de reinos que é o reinado. Com o surgimento da edição 3.5, esses talentos foram convertidos no suplemento Tormenta D20: Guia do Jogador (TD20:GDJ3.5, p. 75). Mais tarde, com o surgimento do site oficial de Tormenta, foram acrescentados novos talentos em uma sessão especial do site chamada de novos horizontes.
Nós da História do Triste Fim, também já publicamos uma versão revisada dos talentos regionais para D&D 3.5 em 2011, no site antigo, nela todos os talentos foram revisados e 30 novos foram acrescentados.

ABORDAGEM

Cada nação do reinado tem sua identidade e personalidade bem definida. A ideia dos talentos regionais é dá um suporte de regras para essa influência cultural no personagem, isso funciona bem para a maioria dos reinos, como por exemplo, os collenianos que podem escolher talentos de habilidades visuais, dando alicerce a personalidade do reino que é conhecido como – o reino dos olhos exóticos.
Porém, esse suporte não funciona muito bem para todos os reinos, alguns não possuem muito alicerces para se sustentar nas regras por não serem muito bem definidos, um exemplo disso se dá na Nova Ghondriann, que mesmo na sessão novos horizontes do antigo site oficial de Tormenta, o reino ainda oferecia apenas quatro talentos regionais, que eram todos talentos que poderiam ser obtidos por outros reinos, o que não oferecia um atrativo ou diferenciação, para personagens que são nativos desse reino.
A abordagem que utilizo nas regras desse artigo é definir uma personalidade para servir de alicerce para cada um desses reinos e partir desse princípio.

APLICANDO AS MUDANÇAS

Primeiro refiz a descrição de cada reino, incluindo a personalidade dos nativos, economia e terrenos geográficos da região. E na sequencia listrados com um fundo vermelho a descrição de como são mais ou menos os personagens nativos desse reino.
Depois aumentar o número de talentos regionais de cada reino, para ampliar as opções para personagens e adicionar talentos regionais exclusivos de cada reino para refletir ainda mais essa diferença nos personagens.
Cada reino deve ter no mínimo 6 opções de talentos regionais, e pelo menos 1 talento exclusivo da região.

SOBRE A LINHA DO TEMPO

Como todos sabem, o site da História do Triste Fim é voltado para as histórias dos desbravadores no fantástico cenário de tormenta, ao qual dedicamos muitas de nossas páginas.
Não querendo discutir nesse espaço, o mérito das transformações ocorridas no cenário, após análise dos novos materiais e muita reflexão. Decidimos não aderir a nova linha do tempo artoniana que começa depois dos eventos do último volume da trilogia tormenta o terceiro deus.
Então, todas as alterações de regras abaixo, não incluem as Guerras Táuricas e Contra Arsenal.

REGRAS

No nível todo personagem artoniano recebe um talento regional, ligado a região na qual ele é nativo. O personagem é livre para adquirir outros talentos regionais desde que sejam da região que ele é nativo.
Um talento nativo representa influencia obtida por passar toda a infância e parte da adolescência em uma determinada nação. Viajar e viver algum tempo em outra nação não permite a um personagem adquirir outro talento.

FOCO EM PERÍCIA

Qualquer personagem pode escolher esse talento como talento regional, isso representa alguma habilidade, treinamento ou profissão comum em sua terra. O mestre pode proibir pericias que sejam consideradas incomuns na região – como Conhecimento (Arcano) em Portsmouth ou Conhecimento (religião) em Salistick, por exemplo.

TERRENO FAMILIAR

Qualquer personagem pode escolher esse talento como talento regional, representando sua familiaridade com certo tipo de ambiente onde cresceu. Um personagem também pode ter sua cidade natal como Terreno Familiar (Em geral apenas não-aventureiros tem uma cidade como Terreno Familiar).

O REINADO

O reinado é o maior centro populacional e civilizado do mundo conhecido. Um imenso conglomerado de reinos, composto por vinte e oito nações, unidas sobre tratados e acordos de ajuda mútua.

AHLEN - O REINO DA INTRIGA (T20 - O Reinado, P. 115)

O reino onde a falsidade e jogos sociais são mais importantes que espada ou magia.
Os nativos de Ahlen vivem parte de um estratagema interno, sempre trapaceando e enganando um aos outros para prosperar. Quanto mais habilidoso nisso, mais o nativo é respeitado e bem-sucedido.
O reino é composto em sua maioria por planícies e vales, entrecortados por morros e colinas.
 São um povo esperto, sutil e com a língua mais afiada que uma espada.
TALENTOS REGIONAIS
Bairrista, Conversa Suave, Esperto, Ex-Escravo, Gatuno, Impostor, Intolerante, Língua Afiada, Religioso e Trapaceiro Nato. [10]

BIELEFELD - O LAR DA ORDEM DA LUZ (T20 - O Reinado, P. 50)

O reino que se tornou conhecido por abrigar a ordem dos cavaleiros da luz, uma das organizações benignas mais notórias de arton.
Os cavaleiros são parte integrante e importante da cultura do reino, por conta disso quase todos os nativos estão familiarizados com os símbolos da cavalaria e de outros reinos.
O tipo de terreno mais comum são as planícies, entrecortadas por colinas e florestas. Não existe muito terrenos acidentados ou montanhosos, o que torna a viagem pelo reino muito fácil.
 São um povo leal, justo e forjado com princípios fortes.
TALENTOS REGIONAIS
Cavaleiro Nato, Convicto, Disciplinado, Educação de Cavaleiro, Inimigo do Mal, Lutar em Formação, Milícia, Militar, Orador, Religioso e Valoroso. [11]

CALLISTIA - O REINO SOB ATAQUE (T20 - O Reinado, P. 42)

O misterioso reino insular onde todos os nativos nascem com uma visão perfeita e com olhos de cores desiguais.
Os collenianos estão entre o povo mais pacífico e pouco ambiciosos do reinado.
O reino em si não possui riquezas naturais, sendo em grande parte coberto por florestas e planícies. O comércio em sua maioria gira em torno da pesca.
 São um povo calmo e com uma visão extraordinária
TALENTOS REGIONAIS
Arqueiro Nato, Olhos Aguçados, Olhos Especiais, Olhos do Destino, Paciente e Religioso. [6]

DEHEON - O REINO CAPITAL (T20 - O Reinado, P. 11)

O centro do mundo civilizado, o reino capital, onde repousa a misteriosa estatua da deusa Valkaria. A influência do reino é grande em todo o reinado. Os nobres lançam as mais populares modas e costumes. Ali são tomadas as decisões políticas mais importantes. No reino encontram-se os prodígios como a grande academia arcana e o protetorado.
Por ser um reino populoso, a população de deheon aceita mais facilmente os costumes estrangeiros e figuras exóticas circulando pelas ruas, mesmo criaturas de aspecto monstruosos podem, dentro de certo limites, serem toleradas.
O terreno de deheon apresenta planícies, colinas, florestas, lagos e rios.
 São um povo educado, tolerante e aberto a mudanças.
TALENTOS REGIONAIS
Aventureiro Nato, Erudito, Convicção, Cosmopolita, Conversa Suave, Disciplina, Milícia, Prece para Valkaria, Prosperidade e Religioso. [10]

DOHERIMM (T20 - O Reinado, P. 227)

O gigantesco reino secreto do povo anão, que se estende sobe quase todo o reinado. É o maior reino de arton, habitado exclusivamente por anões.
Os anões levam as leis muito a sério. Uma vez que a honra é uma das virtudes mais importantes desse povo.
O reino é tomado por infindáveis redes de túneis e cavernas, tão intricadas que até mesmo um elfo poderia empregar a vida inteira percorrendo-as sem passar duas vezes pelo mesmo lugar. Em certos pontos, as câmaras e passagem atingem proporções gigantescas, a ponto de permitir a existência de ecossistemas completos, com florestas e selvas de fungos, rios, lagos, cachoeiras e até mesmo pântanos. Estalactites podem ultrapassar um quilometro de altura. Os pontos mais amplos podem permitir até voo de dragões.
 São um povo leal, orgulhoso, honrado e teimoso como uma rocha.
TALENTOS REGIONAIS
Arma de Família, Armeiro Dedicado, Bairrista, Caminho para Doherimm, Convicção, Incansável, Intolerância, Lutar em Formação, Milícia e Religioso. [10]

FORTUNA - O REINO DA BOA SORTE (T20 - O Reinado, P. 93)

Conhecido como o reino dos mitos, lendas e superstições, onde coisas simples podem trazer sorte ou uma grande desgraça.
O povo de fortuna é pacífico e alegre, mas sua obsessão por superstições atrai olhares desconfiados por parte dos habitantes dos outros reinos.
O reino tem grandes áreas florestais cortadas ocasionalmente por planícies e colinas baixas. Montanhas e colinas mais altas, ocorrem no Norte. O litoral é baixo, de mangue, terrível para navegação, de modo que fortuna tem poucas cidades costeiras e nenhum grande porto apenas vilas de pescadores.
 São um povo pacífico, mas extremamente supersticioso, fazendo todo tipo de comercio sobre  amuletos e outras coisas de sorte ou azar.
TALENTOS REGIONAIS
Conhecimento de Lendas, Conversa Suave, Mandinga, Pacifismo, Religioso, Sortudo e Supersticioso. [7]

HERSHEY - O REINO DA GULOSEIMA (T20 - O Reinado, P. 131)

Conhecido em todo o reinado por fabricar gorad, uma guloseima açucarada e muito saborosa. O reino também tem a fama de ser o menor reino do continente e um dos mais distantes. O povo de hershey é extremamente pacato e sem grandes ambições, com a proteção concedida pelo acordo com tapista, a maioria dos problemas foram resolvidos. Para os nativos do reino levar uma vida emocionante significa ser um comerciante habilidoso e fazer nos negócios.
O tipo de terreno mais comum são as planícies, com ocasionais colinas e florestas. E uma geografia extremamente propicia para campos de cultivo e criação de gado bovino, as principais atividades comerciais do reino.
 São um povo calmo e mercante por natureza.
TALENTOS REGIONAIS
Comerciante Nato, Conversa Suave, Ex-Escravo, Hospitalidade, Pacifismo, Pechinchar, Prosperidade e Religioso. [10]

HONGARI - O REINO DOS PEQUENINOS (T20 - O Reinado, P. 210)

O reino é quase totalmente habitado por halflings, um povo de pequeninos e fabricantes de fumo. É neste reino que se situa a mundialmente famosa Triunphus, cidade abrigada pela benção maldição do deus da ressurreição.
O povo de hongari em geral é brincalhão, amistoso e mais sedentário.
O Reino é extensivamente florestal. Com colinas, campinas e planícies. Na região próxima de triumphus a atividade vulcânica.
 São um povo vivido, brincalhão e astuto.
TALENTOS REGIONAIS
Gatuno, Força de Espirito, Hospitalidade, Paciente, Pacifismo, Pés Ligeiros, Prece para os Mortos e Religioso. [10]

KHUBAR - O REINO ARQUIPÉLAGO (T20 - O Reinado, P. 216)

Um exótico reino insular onde os nativos usam tatuagens que garantem poderes místicos.
Os khubarianos são um povo altamente cultural e sofisticado, versados em assuntos diversos e tido como filósofos. Seguindo uma tradição bárbara.
O reino é constituído por um arquipélago de ilhas próximas a costa de arton, as ilhas são em sua maioria de origem vulcânica. Possuem montanhas, escarpas, vulcões (ativos, como inativos), florestas e matas fechadas.
 São um povo com fortes tradições.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Águas, Barbarismo, Cavaleiro Nato, Criar Tatuagem Mística, Força de Espirito, Fúria Leal, Herança Naval, Religioso, Senso de Direção e Tatuagem Mística. [10]

LOMATUBAR - O REINO DA PRAGA (T20 - O Reinado, P. 100)

O reino assolado por uma perigosa praga, que mata boa parte dos seus habitantes e transformas a flora em monstros. Um reino assolado por confronto e risco.
A região central (maior parte do reino) é marcada por florestas temperadas e colinas. Viagens por terra são difíceis e demoradas. As regiões ao sul são adornadas com planícies entrecortadas por pântanos, colinas e florestas subtropicais. A economia do reino vive da esperança trazida por heróis.
 São um povo resistente e esculpido a partir de tragédia.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Árvores, Diligente, Incansável, Milícia, Pioneiro, Religioso, Resistência a Doenças, Sangue Orc, Sobrevivente e Valoroso. [10]

MONTANHAS UIVANTES - O REINO GELADO (T20 - O Reinado, P. 137)

O reino gelado habitado por bárbaros e esquimós e governado pela rainha dos dragões brancos.
Os nativos são um povo bem rustico, que aprenderam a conviver com o clima mortal.
O reino é constituído em sua maioria por grandes cordilheiras montanhosas, rodeadas de vales com rios e lagos. Além disso, em lugares onde o clima é mais piedoso, permite a formação de tundras, taigas e planícies com grama de clima frio.
 São um povo forte, rustico e selvagem.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo do Gelo, Arma de Gelo Eterno, Arma Dupla,  Barbarismo, Diligente, Força de Espirito, Fúria Leal, Incansável, Religioso e Resistência ao Frio. [10]

NAMALKAH - O REINO DOS CAVALOS (T20 - O Reinado, P. 35)

O reino onde são encontrados os mais belos e garbosos cavalos que se pode imaginar. Todos os habitantes podem falar livremente com cavalos, através de um profundo elo formado com essas criaturas.
Os namalkahianos possuem forte ligação com cavalos, são conhecidos como os melhores criadores de cavalos do reinado.
A maior parte do reino é composta de planícies e padrarias. Apesar da vastidão ainda pode-se encontrar uma floresta, montanha ou ravinha.
 São um povo de espirito livre e vinculado aos seus companheiros animais.
TALENTOS REGIONAIS
Barbarismo, Cavaleiro Nato, Coração de Cavaleiro, Força de Espirito, Fúria Leal, Religioso e Vínculo com Cavalo. [7]

NOVA GHONDRIANN – “O NOVO LAR” (T20 - O Reinado, P. 188)

O reino conhecido por ser hospitaleiro e atrair refugiados. Mesmo com a imensa população de imigrantes dos reinos vizinhos como Trebuck, a população do reino parece estar diminuindo.
Os ghondrianni tratam bem todos os estrangeiros. Não é raro uma família hospedar um viajante (ou grupos deles) em sua casa quando as estalagens estão lotadas.
O reino apresenta terrenos que se dividem em área florestal a leste e grandes planícies no restante do reino, sem ocorrencia de acidentes geográficos dignos de nota.
 São um povo independente, educado, amistoso e tolerante. Até demais.
TALENTOS REGIONAIS
Conversa Suave, Erudito, Hospitalidade, Independente, Pacifismo e Religioso. [6]

PETRYNIA - O REINO DAS HISTÓRIAS FANTÁSTICAS (T20 - O Reinado, P. 83)

Um reino repleto de rumores, histórias e lendas. Palco de muitos eventos heroicos que alcançaram notoriedade em todo o reinado.
Os petrynienses demonstram uma inclinação natural para serem aventureiros. Além disso, possuem um grande talento para inventar histórias, exagerar e mentir, fazendo deles manipuladores naturais.
O reino é constituído por montanhas no Norte e pinheiros. Na região central é quase totalmente dominada por florestas, colinas, vales e planícies.
 São um povo aventureiro e contador de histórias.
TALENTOS REGIONAIS
Aventureiro Nato, Comerciante Nato, Conhecimento de Lendas, Contador de Histórias, Conversa Suave, Impostor, Força de Espirito, Milícia e Religioso. [9]

PONDSMÂNIA - O REINO DAS FADAS (T20 - O Reinado, P. 164)

É um reino conhecido por ser pequeno, mágico e habitado quase unicamente por criaturas mágicas.
Os podsmânienses vivem em sua maioria, em pequenas vilas ou nas arvores que tomam boa parte do reino. A capital se encontra alojada dentro da gigante árvore do céu.
O reino é quase totalmente florestal, é possível encontrar colinas, montanhas e campos verdejantes.
 São um mágico e puro.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Árvores, Amigo Invisível, Conhecimento de Fadas, Conhecimento da Magia, Conhecimento de Itens Mágicos, Força de Espírito, Furtividade das Fadas, Língua Afiada e Religioso. [9]

PORTSMOUTH - O REINO DA MAGIA PROIBIDA (T20 - O Reinado, P. 201)

É um reino conhecido em todo o reinado por abominar a magia arcana, onde sua prática é proibida. A presença de magos no reino é tolerada, embora muito mal vista. Mas o que for flagrado executando magias arcanas é preso no mesmo instante e pode ser condenado a morte. Livros de magia ficam em poder da guarda durante toda a permanência do mago em suas fronteiras.
O povo desse reino é honrado e muito ligado a leis e regras. Um nativo sempre toma muito cuidado a firmar tratos, acordos ou dar sua palavra a alguém, já que se o fizer, irá cumprir o combinado, custe o que custar.
O reino apresenta pouco acidentes geográficos, sendo mais comum a incidência de florestas esparsas e colinas baixas.
 São um povo honrado e muito ligados a princípios, leis e regras. E intolerantes a magos.
TALENTOS REGIONAIS
Bairrista, Convicção, Disciplina, Faro para Magos, Língua Afiada, Milícia, Renegado e Religioso. [8]

SALISTICK - O SEM DEUSES (T20 - O Reinado, P. 194)

É o reino conhecido como um lugar esquecido pelos deuses, onde a ciência é mais poderosa. Os Salistienses perderam a fé nos deuses graças a todo o sofrimento passado na época de colonização do reinado, onde acreditam que todos os deuses não se importam com as vidas e os destinos dos mortais, ficando mais entretidos com suas próprias existências e assuntos divinos.
Salistick não acredita nos deuses e os deuses resolveram esquecer Salistick em resposta. Eles possuem médicos que curam por vezes até mais que o mais poderoso sacerdote. Em consequência a população normalmente é bem mais saudável que o resto do reinado, doenças e pragas hereditárias são muito raras.
Poucas montanhas e outros acidentes rochosos são encontrados no reino, apenas morros baixos e colinas.
 São um povo intelectual, independente e autoconfiante.
TALENTOS REGIONAIS
Ateu, Autoconfiança, Convicção, Disciplina, Médico Nato, Pacifismo e Resistência a Doenças. [7]

SAMBÚRDIA - O CELEIRO DE ARTON (T20 - O Reinado, P. 172)

O maior reino humano do reinado, conhecida como o celeiro de arton, devido a sua enorme produção agrícola.
Tudo que é plantado nesse reino cresce e floresce muito mais rápido e com mais força do que em qualquer lugar de arton. Por causa desse fenômeno natural, o reino é extremamente rico.
O maior elemento geográfico do reino é terreno florestal, que cobre quase todo o reino. Cidades são construídas em clareiras ou em regiões mais abertas dessa floresta. O terreno é irregular, com nenhuma planície ou terreno liso e plano. Uma formação muito comum no reino é a caverna escondida, cuja a entrada é um enorme buraco no chão.
 São um povo mercante e agrícola.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Árvores, Arma Dupla, Comerciante Nato, Prosperidade, Religioso e Senso de Direção. [6]

SCKHARSHANTALLAS - O REINO DO DRAGÃO (T20 - O Reinado, P. 155)

Um árido reino governado pelo rei dos dragões vermelhos. A população de Sckharshantallas carrega consigo mesmo o orgulho e a altivez de seu regente. O dragão-rei é visto como um governante extremamente rígido, mas muito eficiente.
O reino é basicamente composto por campos e savanas com ligeira atividade vulcânica ao norte.
 Pessoas de presença, vaidosas, orgulhosas e marciais.
TALENTOS REGIONAIS
Bairrista, Convicção, Disciplina, Herdeiro do Dragão, Inimigo de Dragões, Milícia, Religioso, Resistência ao Calor e Valoroso. [9]

TAPISTA – O REINO DOS MINOTAUROS (T20 - O Reinado, P. 75)

O maior reino não humano do reinado. Composto quase unicamente por minotauros. As cidades de tapista são imensas e impressionantes de arquitetura, rivalizada apenas pelas construções anãs.
A escravidão é legal em tapista, quase todos os escravos são criminosos condenados ou prisioneiros de guerra, vendidos em leilões. Também existe a escravidão por dívida ou por contrato.
A maior parte do reino é constituída por planícies e colinas pontuadas por muitos pequenos bosques e vastas áreas florestais.
 São um povo militarista e orgulhoso, onde tudo é baseado na força, disciplina e compostura.
TALENTOS REGIONAIS
Bairrista, Convicção, Disciplina, Ex-Escravo, Herança Naval, Intolerância, Lógica Labiríntica, Milícia, Militar, Lutar em Formação, Religioso e Senso de Direção. [12]

TOLLON – O REINO DA ARVORE (T20 - O Reinado, P. 107)

Um reino chamado assim devido a uma árvore de mesmo nome que cresce apenas em suas fronteiras. Sua madeira negra é de ótima qualidade, quando usada para fabricar armas.
A população de tollon é bem rígida e rustica, com duras leis tradicionais, que seguem à risca. São teimosos e trabalham durante a maior parte do tempo.
O terreno de Tollon é florestal em sua totalidade, variando de matas muito fechadas até pequenos bosques com vegetação mais esparsa. Não há grandes montanhas ou depressões. O litoral é de mangue, improprio para navegação em larga escala, embora canoas e balsas para transporte de madeira sejam comuns.
 São um povo teimoso e rústico, com a cabeça tão dura quanto um Tollon.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Árvores, Arma de Madeira Mágica, Convicção, Força de Espirito, Incansável, Pioneiro, Religioso, Resoluto e Tonarawk. [9]

TREBUCK - O REINO DA TORMENTA (T20 - O Reinado, P. 155)

Era um reino pacato de cultura campestre e economia baseada na pecuária. Entretanto, após o surgimento de uma área de tormenta, se expandindo e engolfando uma parte do reino, esse panorama mudou completamente.
O reino é composto em sua maioria de campos propícios tanto para o plantio, quanto para a criação de animais. É possível encontrar áreas de savana, florestas e colinas.
 São um povo de lutadores e perseverantes.
TALENTOS REGIONAIS
Convicção, Disciplina, Força de Espirito, Incansável, Inimigo da Tormenta, Milícia, Militar, Religioso, Resistência a Tormenta e Valoroso. [9]

TYRONDIR - O REINO DA FRONTEIRA (T20 - O Reinado, P. 65)

O reino mais próximo da antiga fronteira com Arton-Sul, foi somente fundado depois da caravana de exilados se estabeleceu em valkaria. Devido a incidência crescente de goblinóides a cada ano, tyrondir cada vez mais vem tornando-se um reino militarizado.
Os tyrondinos são muito parecidos com a população de deheon, possuindo até os mesmos sotaques.
Ao norte do reino apresenta planícies entrecortadas por colinas, florestas, lagos e rios. A medida em que se avança para o sul, o terreno fica cada vez mais traiçoeiro e acidentado, tornando-se montanhoso.
 São um povo lutador e de princípios.
TALENTOS REGIONAIS
Convicção, Diligente, Disciplina, Inimigo da Aliança Negra, Prosperidade, Milícia, Militar, Religioso e Valoroso. [10]

UNIÃO PURPURA - O REINO DA FRONTEIRA (T20 - O Reinado, P. 180)

Um caótico conglomerado de reinos bárbaros menores. A união é a confederação de 12 poderosas tribos barbaras, que tiveram seu território coletivo demarcado e reconhecido por um acordo feito no reinado.
O povo da união purpura é rustico e selvagem, onde seus valores são definidos pela força, honra e tradição.
O reino possui muitas florestas, com ocasionais colinas, platôs e pequenas montanhas.
 São um povo forte e de espirito livre.
TALENTOS REGIONAIS
Amigo das Árvores, Arma Dupla, Barbarismo, Coração Feroz, Diligente, Força de Espirito, Fúria Leal, Religioso e Resoluto. [9]

WYNLLA - O REINO DA MAGIA (T20 - O Reinado, P. 58)

É um reino conhecido por a magia ser considerada uma coisa comum, onde cada habitante tem algum conhecimento sobre magia.
O povo de Wynlla é bem mais culto e civilizado que nas contrapartes do reinado, se vestindo sempre de forma peculiar.
Planícies são interrompidas vales ou colinas são o tipo de terreno mais comun, assim como ocasionais florestas (pouco densas em sua maioria).
 São pessoas intelectuais e reservadas.
TALENTOS REGIONAIS
Conhecimento de Magia, Conquista da Magia, Conhecimento de Itens Mágicos, Erudito, Educação Mágica, Mago Nato e Religioso. [7]

YUDEN - O REINO DA FRONTEIRA (T20 - O Reinado, P. 19)

Depois de Deheon, o reino mais influente política e militarmente é Yuden. A poderosa e intolerante nação militar.
O povo de yuden é conhecido por seu nacionalismo exagerado e seu orgulho pela pátria. Para eles tudo em yuden (por algum argumento qualquer) é sempre melhor que em outros reinos.
O reino possui poucos acidentes geográficos realmente notáveis. Não á grandes montanhas, depressões, vales ou áreas densamente florestais. Mais é comum a ocorrência de planícies, pequenas florestas e bosques.
 São um povo militarista, disciplinado, arrogante e intolerante.
TALENTOS REGIONAIS
Bairrista, Convicção, Disciplina, Intolerância, Lutar em Formação, Milícia, Militar e Religioso. [8]

ZAKHAROV - O REINO DAS ARMAS (T20 - O Reinado, P. 27)

Conhecido como o reino das armas, onde todos os nativos apreciam e carregam armas (mesmo quando não sabem usa-las). Os zakharovianos são armeiros de imenso e reconhecido talento. Alguns costumam dizer que ninguém faz espadas como Zakharov.
Eles são extremamente ligados à sua pátria e recusam a ensinar segredos para estrangeiros. Apesar de tudo ser voltado para armas, o povo de Zakharov não aprecia guerras. Para eles, as armas são peças de arte, provas de talento, e a única e real diferença entre o homem e os animais.
O reino é constituído por florestas temperadas, estrepes (especialmente comuns ao norte do reino). Na região central, apresenta planícies, colinas, florestas, lagos e rios.
 São apesar de tudo, um povo pacífico e de artesãos.
TALENTOS REGIONAIS
Arma de Família, Armadura de Família, Armeiro Dedicado, Colecionador de Armas, Conhecimento de Itens Mágicos, Mestre Armeiro, Milícia, Pacifismo e Religioso. [9]

TAMURA (NI-TAMURA)

Outrora conhecido como o império de jade, uma nação pacifica e prospera, onde seus habitantes eram conhecidos por suas tradições e culturas exóticas. Em Tamu-ra existiam valorosos guerreiros e monges, mas nenhum deles se igualava a glória e o prestigio possuídos pelos samurais, que eram guerreiros orgulhosos que serviam ao imperador dragão e seguiam um rigoroso código de conduta chamado bushido, o caminho do guerreiro. Eles carregavam consigo armas de família que eram repassadas de geração a geração e representavam o grande peso da honra, falhar em uma missão era algo desonroso que envergonhava a família e os seus ancestrais. Quando isso ocorria, os samurais realizavam um suicídio ritual por terem falhado com seus mestres e com sua família ou se exilavam e se tornavam Ronin.
A tragédia causada pela tempestade rubra ruiu todo o império tamuraniano, dizimando tudo o que existia naquela terra, suas construções prestigiosas e seus orgulhosos samurais. Em um último esforço épico através de uma poderosa magia o imperador conseguiu transportar uma pequena parte do seu império para Valkaria.
Nos anos seguintes essa pequena parte do reino seria chamada de Ni-Tamura.
 São pessoas afiadas e resistentes como aço.
TALENTOS REGIONAIS
Arma de Família, Armadura de Família, Artes Marciais, Autoconfiança, Convicção, Cosmopolita, Diligente, Disciplina, Força de Espirito, Incansável, Milícia, Paciente, Resistência a Tormenta e Religioso. [14]

ALÉM DO REINADO

Na próxima matéria abordaremos a lista de talentos exclusivos para as outras regiões do reinado.

Arte Original:  Andre Vazzios

Nenhum comentário:

Postar um comentário