"Trogs não possuem a mesma majestade dos dragões, mas lançan-se em combate com a mesma ira e o dobro da maldade"
—Asai, o corvo.

Trogloditas (ou trogs), são criaturas violentas, mau humoradas e mau cheirosas, constituídas por humanoides com características de lagartos.
Assim como os minotauros, eles estão entre as raças tradicionais do cenário tormenta, aparecendo em diversos lugares. Eles ganharam popularidade graças a participação do troglodita-anão Tork, na história de Holy Avenger (Td20:HA, p. 19).
Os trogs foram adaptados para D&D 3.5 na revista Dragon Slayer #09 (DS-09, p. 40), com descrições adicionas em um arquivo disponibilizado pela Jambô que continha informações adicionais sobre a história de Tork e trogloditas (Trog!, 2005).
A interpretação apresentada nesses suplementos utilizava uma versão reduzida do troglodita selvagem visto no Livro dos Monstros 3.5 (D&D3.5-LdRBIII, p. 245), com os dados de vida raciais removidos, mas ainda assim era uma raça bem poderosa com uma armadura natural equivalente a um peitoral de aço, possuindo um ajuste de nível de +2.
Na adaptação a seguir, procurei reduzir o ajuste de nível e aproximar o poder da raça o mais próximo possível de uma raça básica, reduzindo seu ajuste de nível para +1. Ao fim do texto, estará blocos de regras com as conversões e os detalhes delas. Espero que gostem do resultado.
BASTIDORES:
Esse artigo foi escrito originalmente na antiga versão do site, no dia 06 de julho de 2017. Passou por diversas revisões e agora é republicado com mais informações.

HISTÓRIA

Muito pouco é conhecido a respeito da origem dos trogloditas. Não se sabe se são nativos de arton ou se vieram de longe como os elfos ou das camadas mais profundas do subterrâneo. É inegável que eles são um dos povos primitivos mais antigos dentre os sauroides, aqueles que são mais parecidos com répteis.
A falta de registro histórico só reflete a vida marcada pela selvageria e violência, somando com uma curta expectativa de vida, significando que eles não veem utilidade para nenhum tipo de registro histórico, já que mantê-los seria visto como perda de tempo. 
Vivem em constante guerra, incluindo entre eles mesmos. Convencidos de que o mundo está cheio de criaturas procurando mata-los. Regularmente saindo em excursões para atacar outros povos. Os trogloditas são rejeitados por sua selvageria, mau cheiro e relativa estupidez. E assim, se confortam em seu isolamento das outras raças. 
Há histórias de que certa vez, a deusa da noite Tenebra – a mesma deusa responsável pela criação dos anões, lobisomens, mortos-vivos e outras criaturas noturnas ou subterrâneas. Por ciúmes dos povos trovão de Galrasia, ela teria desejado para si seus próprios homens-répteis. Então ela escolheu uma comunidade de anões e mudou seus corpos, transformando todos em sauroides, aqueles mais parecidos com répteis.
Verdade ou não, a maioria dos trogloditas temem os deuses mais do que respeitam ou veneram. Para eles, Tenebra é uma terrível rainha da noite, pronta para puni-los por qualquer pequeno deslize. Desesperados para agradá-la, eles realizam cerimonias tribais.
Talvez por isso, eles consideram sua ligação com anões como uma maldição. Por isso, o nascimento de um troglodita-anão é visto com um mau agouro – um sinal de que a deusa está mostrando aos trogs como foram um dia ou como “deveriam ser”. Esses indivíduos sempre são expulsos de suas tribos, por medo de desagradar ainda mais a deusa.
Os trogloditas vivem em grandes complexos de túneis naturais – escolhendo essas, em vez de escavar como os anões. Apreciam a cerveja e sabem produzi-la (a técnica de fermentação de cerveja é a “ciência” mais avançada desse povo primitivo). Diferente dos anões, trogloditas não possuem talento como ferreiros. Este povo não sabe forjar metais. E talvez por isso, eles valorizam imensamente armas e outros objetos feitos de aço. Atacando outros povoados apenas para roubar ferramentas e outras peças metálicas.

PERSONALIDADE

Trogloditas não possuem uma personalidade profunda para demonstrar. São criaturas violentas, rancorosas, mal-humoradas e anárquicas por natureza.
Eles possuem pouca tolerância para inteligência ou talento (coisas que a maioria dos trogs carecem em apreciar). Aqueles que são muito fracos são banidos ou mortos.
A face deles carece da flexibilidade necessária para demonstrar emoções complexas. A maioria dos trogloditas demonstra pouco além de uma eterna rigidez zangada. Mesmo entre seus semelhantes, nunca parecem demonstrar um momento de alegria – e quando o fazem, são ainda mais assustadores, exibindo fileiras de dentes.
O humor dos trogs é rude e ofensivo. As histórias favoritas deles sempre envolvem sangue, morte e amputações. Um crânio partido sob um golpe de clava, para eles, é extremamente engraçado.

TERRAS E SOCIEDADE

A maioria dos trogloditas vive em pequenas tribos localizadas em lugares montanhosos próximos a povoados humanos. Eles passam a maior parte do tempo atacando outras tribos, mas ocasionalmente atacam o mundo da superfície. Trogloditas também podem ser encontrados nas montanhas sanguinárias e em outros lugares remotos.
A liderança da comunidade é exercida pelo individuo mais forte e feroz. Eles costumam duelar pelo comando dos clãs, mas alguns chefes também abandonam seus postos voluntariamente, por cansarem-se da responsabilidade. Outros apenas esquecem que deveriam estar liderando.

DESCRIÇÃO FÍSICA

Trogloditas são humanoides de corpos esguios com diversas características de répteis. Possuem sangue frio e são vulneráveis a climas ou mágicas de frio. E põem ovos.
Eles possuem cabeças semelhantes a lagartos. Os machos possuem uma crista na cabeça em forma de barbatana, enquanto as fêmeas possuem uma crina de espinhos curtos ou crista nenhuma.
Eles têm braços magros e musculosos, que terminam em mãos com quatro dedos (um polegar opositor) e garras (variando entre três e cinco). Suas pernas são atarracadas com pés que uma quantidade de dedos que pode variar entre três e quatro dedos.
A pele é revestida de escamas duras – que são muito grossas no peito e mais finas na cauda. A cor delas varia do verde, amarelo mostarda, cinza e marrom. Trogloditas são capazes de alterar a coloração de sua pele, através de combinações das cores de sua pele.
Trogs possuem olhos fundos, com pupilas verticais, apresentando uma coloração que varia do amarelo ao verde fosco.
Eles não usam roupas, mas são vistos com peças de armadura e cordões enfeitados de objetos de aço.

IDADE

IDADE ADULTA
MEIA IDADE
IDOSO
VENERÁVEL
IDADE MÁXIMA
10
25
35
50
50 + 1d10 anos

ALTURA E PESO

GÊNERO
ALTURA MINIMA
ALTURA MÁXIMA
PESO MINIMO
PESO MÁXIMO
MACHO
1,60m
1,80m
80kg
100kg
FÊMEA
1,55m
1,75m
75kg
95kg

NOMES

Trogloditas geralmente adotam nomes curtos e guturais, que soam como golpes, espadas partindo ou ossos quebrando. Para eles qualquer palavra mais longa é difícil de lembrar.
GÊNERO
NOMES
MASCULINOS
Brak, Busk, Guz, Oki Tork, Thorg, Tunga
FEMININOS
Anvra, Erdh, Luk, Navi, Siz, Xakk, Vird

TRAÇOS RACIAIS DE TROGLODITAS PARA PATHFINDER 1E

+4 de Constituição, -2 de Destreza e -2 de Inteligência. Trogloditas são muito resistentes, mas não são ágeis ou espertos.
• Tipo: Humanoide (Réptil).
• Tamanho Médio: Sendo criaturas de tamanho médio, não recebem bônus e nem penalidades devido ao seu tamanho.
• Deslocamento: O deslocamento base dos trogloditas é de 9 metros.
• Visão no Escuro: Os trogloditas conseguem enxergar até 18 metros no escuro (PF1E-LB, p. 172).
• Armas Naturais: Duas Garras (1d4. Crítico x2. Cortante. Ataque primário) e Mordida (1d4. Crítico x2. Perfurante. Esse ataque natural é primário ou secundário caso o troglodita empunhe uma arma) (PF1E-BT, p. 298).
• Armadura Natural: Os trogloditas possuem escamas grossas que oferecem +4 de armadura natural.
• Camuflagem: A pele dos trogs é capaz de alterar parcialmente sua coloração, permitindo mudar de cor e misturar-se ao ambiente como um camaleão. Isso concede um bônus racial de +4 nos testes de furtividade (+8 em áreas rochosas). Esse efeito não funciona se o troglodita estiver vestindo uma armadura média ou pesada.
• Fedor: Com uma ação de movimento, um troglodita pode expelir uma secreção oleosa de odor nauseante. Todas as criaturas vivas (exceto aquelas com a habilidade especial fedor) dentro de um raio de 9 metros devem ser bem sucedidas em um teste de Fortitude (CD 10 + ½ dos dados de vida + modificador de constituição da criatura fedorenta) ou ficará enjoada por cinco rodadas.
Um troglodita pode usar essa habilidade um número de vezes por dia equivalente ao seu modificador de constituição (mínimo de 1). 
Criaturas que forem bem sucedidas não podem ser afetadas pela mesma criatura por 24 horas. Imunidades, magias e efeitos que protegem contra veneno também protegem contra essa habilidade (PF1E-LB, p. 302).
• Vulnerabilidade ao Frio: Como criaturas de sangue frio, os trogs recebem uma penalidade racial de -4 em todos os testes de resistência contra magias e efeitos de frio (PF1E-BT, p. 306).
• Idiomas Básicos: Dracônico. Idiomas Adicionais: Valkar, Gigante, Orc e Subterrâneo.
• Ajuste de Nível: +1.

TROGLODITAS ANÕES

Existe uma profecia que é sussurrada entre os trogloditas, ela diz que ao nascer um troglodita anão, esse será o portador de um terrível fim para toda sua espécie. Sendo assim, quando um trog rompe a casca do ovo medindo metade do tamanho normal, o horror domina a tribo e ele é abandonado em algum lugar distante, pois segundo a profecia, matara um troglodita anão resulta em uma maldição ainda pior.
Esses trogs desgarrados e deixados a mercê de sua sorte acabam se tornando indivíduos bastante diferentes dos trogloditas normais, podendo interagir com mais facilidade com as raças civilizadas.

TRAÇOS RACIAIS DOS TROGLODITAS ANÕES

Um troglodita anão possui as mesmas características de um troglodita normal, com as seguintes alterações:
• +6 de Constituição, -2 de Destreza e -2 de Inteligência.
• Deslocamento: O deslocamento base de um troglodita anão é de 6 metros.

CALCULOS RACIAIS

Todos os cálculos raciais abaixo seguem as regras do no Advanced Race Guide, que pode ser encontrado no Legacy SRD.
PARAMETERS
DESCRIPTION
RACIAL POINTS
TYPE
Humanoid (Reptilian)
0
SIZE
Medium
0
BASE SPEED
Normal
0
LANGUAGE
Xenophobic
0
ABILITY SCORE
Greater Paragon (+4 Con, -2 Dex, -2 Cha)
2
TRAITS


DEFENSE TRAITS

STANDARD TRAIT
Natural Armor (+1)
2
ADVANCED TRAIT
Improved Natural Armor (+3)
6
OFFENSE TRAITS

ADVANCED TRAIT
Claws
2
STANDARD TRAIT
Bite
1
STANDARD TRAIT
Stench Aura
4
SENSE TRAITS

STANDARD TRAIT
Darkvision
2
FEAT / SKILL TRAITS

STANDARD TRAIT
Camouflage
1
ADVANCED TRAIT
Sneaky
5
WEAKNESS

ADVANCED TRAIT
Elemental Vulnerability
-2
TOTAL BASE TRAITS
21

NOTAS DE CONVERSÃO:
As regras acima usam as alterações no sistema de perícias apresentado na matéria Simplificando as Perícias de Pathfinder 1E.
REFERÊNCIAS
(D&D3.5-LdRBIII)
COOK, M.; TWEET, J.; WILLIANS, S. Dungeons & Dragons: Livro dos Monstros : Livro de Regras Básicas III : v3.5. Tradução de Marcelo de Souza Strefani. São Paulo: Devir, 2004.
(DS-09)
FUGIKAWA, F. et al. Trogloditas. Dragon Slayer, São Paulo, n. 9, 2006. ISSN ISSBN 1808-1584.
(PF1E-LB)
BULMAHN, J. Pathfinder - Roleplaying Game - Livro Básico. Tradução de Leandro L. C. E. Rodrigues. Ilustrada. ed. São Paulo: Devir Editora, 2015.
(PF1E-BT)
BULMAHN, J. Pathfinder - Roleplaying Game - Bestiário. Tradução de Leandro L. C. E. Rodrigues. Ilustrada. ed. São Paulo: Devir Editora, 2015.
(Trog!, 2005)
CASSARO, M.; SALADINO, R. Trog! [S.l.]: Jambô, 2005. 9 p.

Arte Original de Capa: Link